terça-feira, 12 de agosto de 2014

Santana Lopes em Belém? Tudo tem limites!

"É com algum temor e grande perplexidade que vejo que se fala, aparentemente a sério, da hipótese de Santana Lopes se candidatar à Presidência da República, que nem está muito mal colocado em algumas sondagens que vão sendo publicadas e que corre o boato de que é a opção preferida por Passos Coelho.

Temor porque creio que os eleitores portugueses são capazes de quase tudo quando postos diante de uma urna, perplexidade porque começo a acreditar que 10 anos sejam o suficiente para apagar da memória dos portugueses a coboiada que foi o período de quatro ou cinco meses, na segunda metade de 2004, em que tivemos Santana Lopes como primeiro-ministro. Repito: coboiada – não há outro termo mais adequado para qualificar aquele período!

Nós resistimos aos mouros, aos espanhóis, aos franceses, ao escorbuto nas naus, a 1755, a décadas de ditadura, aos últimos anos de um (des)governo inacreditável, mas não aguentaríamos Santana em Belém, nem que Chopin ressuscitasse e compusesse os tais concertos para violino. Esperemos – esperemos mesmo – não vir a ter saudades dos dois mandatos de Cavaco Silva.

Deixemos o menino guerreiro em paz, please..."

Via Entre as brumas da memória

2 comentários:

Antonio Tiago disse...

Estou totalmente de acordo com o texto que acabei de ler.Sou um apoiante do PSD mas não vejo na pessoa do Dr.Santana Lopes argumentos fortes para me fazer mudar de ideias. NÃO votarei nele se vier a verficar-se a sua candidatura ao cargo de Presidente da Republica. "Meninos copo de leite" não devem estar no mais alto cargo da Nação.

mario alberto disse...

É de facto terrivel imaginar essa possibilidade. Mas.... Qual o país em que estamos? Qual o povo que somos?. Que mesmo a ser roubado, chicoteado pelo poder,. É o melhor povo do mundo.
Temo essa situação, mas quasi de certeza que não vou conseguir escapar dèla. Porque o povo gosta e quer tortura.