terça-feira, 16 de abril de 2013

Estacionamento no Hospital Distrital da Figueira da Foz, sito na Aldeia da Gala, vai passar a ser pago!..


Para já, esta, é a notícia do dia,  na Figueira.
“Para a próxima semana, talvez, nos vejam na televisão.
E porque, o Conselho de Administração do Hospital da Figueira, EPE, decidiu atribuir à Figueira Parques EPE, a concessão do estacionamento vedado.
Assim se informa que os utentes do Hospital passarão a pagar, que os visitantes, como se de um parque de diversões se tratasse, passarão a pagar, que os funcionários passarão a pagar.
Isto tudo em nome da defesa e segurança dos utilizadores!!!!!!!
Boa questão para os Amigos do Hospital se pronunciarem. 
A continuar por este caminho o Hospital e sua respectiva Administração, amigos, certamente achará muitos.
E já agora, nem numa fábrica de chouriços, qualquer Administração, teria a coragem de impôr tais regras, quer a visitantes, quer a funcionários.”

5 comentários:

Anónimo disse...

De facto existe uma coisa muito interessante que ninguém liga que é o direito do cidadão à assecibilidade no espaço publico e no caso do doentes ao local de tratamento bem como aos trabalhadores ao local de trabalho. Estão garantidos estes direitos com as opções do conselho de administração? A ver vamos....

Anónimo disse...

Os doentes em tratamento e os trabalhadores é algo que não se admite mas entende-se a medida para outras pessoas porque fácil arranjar estacionamento fora do hospital e já que no passado verão havia pessoas que ali estacionavam e iam para a praia devido à proximidade, vi um desses casos e não achei engraçada a situação.

António Agostinho disse...

... e o que fez?
participou isso a quem de direito, na altura própria?..
ou limitou-se, agora, a denunciar sob anonimato?
afinal, quer justificar o quê, com um exemplo?

Paulo Mateus disse...

Esta situação é comum na maioria dos hospitais publicos, será melhor do ter uma cambada de paraiitas a pedir moedas e intimidar pessoas como se vê junto de outras unidades hospitalares e serviços publicos por este país.
Como utente, marido de uma funcionária não estou em desacordo, entendo que deve haver moderação no valor a cobrar, e um periodo inicial gratuito para quem utiliza o parque por curto espaço de tempo.

Anónimo disse...

A ignorancia sempre foi muito atrevida!
Na verdade o desconhecimento da realidade leva a comentários completamente desajustados, tendiciosos e de qualidade duvidosa.
Será melhor aguardarmos para podermos criticar!