sábado, 21 de abril de 2007

SALGUEIRO MAIA FOI ...

“Aquele que na hora da vitória
Respeitou o vencido

Aquele que deu tudo e não pediu paga

Aquele que na hora da ganância
Perdeu o apetite

Aquele que amou os outros e por isso
Não colaborou com a sua ignorância ou vício

Aquele que foi “Fiel à palavra dada à ideia tida”
Como antes dele mas também por ele
Pessoa disse”

Sofia de Mello Breyner



“Sou um evadido
Logo que nasci
Fecharam-me em mim,
Ah, mas eu fugi”

Fernando Pessoa

5 comentários:

beira Rio disse...

Salgueiro Maia, o homem "destemido", de "dignidade excepcional", que permitiu aos portugueses a concretização do "mais belo dos sonhos", a Liberdade.
Um Grande Português.

Beira Rio disse...

Salgueiro Maia foi a figura mais pura do 25 de Abril.

Bakunine disse...

Só de lembrar que o tipo da Opus Dei que era 1º Ministro negou uma pensão à viúva do Capitão Maia causa arrepios...
Que pobre, desalmado e mal agadecido povo somos... porque depois elegemos o tal tipo presidente da república...

Pedro Fernandes Martins disse...

Recordar uma das figuras mais marcantes da História de Portugal. Homens como estes é que deviam ser considerados os maiores portugueses de sempre.

delta disse...

Presto aqui a minha homenagem a Salgueiro Maia.

Tudo de bom!