quinta-feira, 5 de abril de 2007

Carta da Martinha Lacerda ao dr. Marques Mendes



Olá, cá estou eu mais a minha tia novamente às voltinhas com o “portatil”.
Desta vez para me dirigir ao dr. Marques Mendes. Desculpe lá sr. dr. esta minha ousadia mas aqui na Figueira não vi ninguém a quem me dirigir depois de ler isto!...
“O DIÁRIO AS BEIRAS apurou que presidentes de junta, militantes e independentes da área do PSD estão a ser mobilizados para uma megamanifestação contra medidas do Governo. O presidente da estrutura partidária adiantou: "estamos a equacionar essa possibilidade". O assunto foi debatido na noite de segunda-feira durante uma reunião realizada na sede local do partido.”

Sr. dr. cá a velhota gosta do mínino que é pequenote e ladino mas tirando aquele caso lá com o Alberto João até tem mostrado algum sentido de Estado... e cá a velhota da Martinha gosta disso!
Mas como ia escrevendo a velhota leu ontem os jornais e perante a extraordinária intervenção do presidente da concelhia do “nosso” partido ficou boquiaberta com tão desmesurada ambição...
E pôs-se a reflectir sobre este grandioso “plano insurreccional”!...

Foi então que cá a velha Martinha se lembrou dum crido do seu tempo o ANTÓNIO FERRO que disse esta coisa espantosa e ainda actual:
“no nosso País não se cai pelo ridículo – SOBE-SE”.
E como as lembranças são como as cerejas lembrei-me de outro do meu tempo.
E lembrei-me que este País até sofreu a suprema humilhação de ter um presidente da República que se chamou Américo de Deus Rodrigues Tomaz... e os seus “filosóficos discursos”.

Agora sr. dr. aqui na Figueira o “nosso” partido tem a suprema humilhação de ter o presidente da concelhia que tem!...
Por amor de Deus sr. dr. Marques Mendes se por acaso vier à Figueira e trouxer alguém de cerimónia peça para esconderem bem escondido o homem... arranjem um armário uma gaveta onde puderem mas escondam-no bem escondido.
Sr. dr. há certas desgraças de família que não devem ser divulgadas.
Não é por nada sr. dr. Marques Mendes é apenas por uma questão de pudor!...

Saúde para todos e até qualquer dia.
Martinha Lacerda

1 comentário:

zé dos percebos disse...

Sem comentários...
o silêncio é de ouro..